7 Mentiras contadas sobre os Portugueses para nos desprestigiar e são falsos mitos…

0 245

Com a crise que abateu Portugal correram diversos boatos pela Europa sobre os portugueses, que não são nem de perto nem de longe verdade. Enumeramos uma lista de 7 dessas mentiras/mitos/boatos que são verdadeiras calúnias mas que certamente também já ouviu alguém dizer:

1. Os portugueses trabalham pouco. Os alemães trabalham muito. Mentira. A jornada de trabalho em Portugal é uma das maiores da Europa desenvolvida. Comparados com os alemães, os portugueses trabalham mais 324 horas por ano, contudo levam para casa menos 7484 euros.

2. Os portugueses andaram a viver da “mama” da Europa, paga pelos alemães. Mentira. Com a entrada na UE, Portugal ganhou apenas 0,4% do PIB (fim da lista). Já a Alemanha encabeça o ranking com um aumento de 2,3%.

3. Os portugueses tem demasiados feriados. Mentira. Em Portugal há 10 feridos (antes havia 14). A Finlândia tem 15, a Espanha 14, a Eslováquia 13, a Áustria 12, enquanto a Suécia, a Itália, a França e a Dinamarca têm 11. Na Alemanha há entre 10 a 13 feriados, conforme os estados (länders).

4. Há demasiados portugueses que são funcionários públicos. Mentira. Até podem ser mais do que os necessários, mas em comparação com o resto da Europa temos, 575 mil e têm vindo a diminuir. Em 2008 (quando eram mais do que agora), eram 12,1% da população ativa. A média dos 32 países da OCDE é de 15%. A Dinamarca e a Noruega têm cerca 30%. O peso dos vencimentos dos funcionários públicos, em Portugal, em relação ao PIB, é inferior à média da UE e da zona euro: 10,5% em Portugal, 10,6% na zona euro, 10,8% na UE, mais de 18% em países como a Dinamarca ou a Noruega.

5. Os portugueses não produzem o suficiente para ter saúde, educação e segurança social públicas e de qualidade. Mentira. Os trabalhadores portugueses entregam mais ao Estado (em contribuições e impostos diretos e indiretos) do que recebem em serviços públicos, sendo que na maioria dos anos até há excedente (os trabalhadores deram mais do que receberam do Estado).

6. Os portugueses viveram acima das suas possibilidades e andaram a fazer crédito para comprar carrões e fazer férias milionárias, que não podiam pagar. Mentira. Como é lógico existem excessões, mas em 2009, o crédito habitação era quase 80% do volume global de empréstimos contraídos por particulares. Uma decisão absolutamente racional, considerando que alugar casa era muito mais caro, logo, isso sim, seria viver acima das possibilidades.

7. Os portugueses são um povo de brandos costumes. Mentira. Só nos séculos XIX e XX, contam-se milhares de mortos em guerras civis e revoluções. Foi o Estado Novo que inventou o chavão, numa operação de manipulação da nossa identidade. Para andarmos caladinhos e quietinhos.

Desmentidos estes mitos, queremos deixar claro que os portugueses são um povo que se fosse melhor governado desde tempos mais remotos, seriamos mais respeitados pela Europa e pelo mundo, porque somos injustamente classificados por boatos falsos.

Assim sendo Vamos Levantar a Cabeça Com Orgulho e dizer: VIVA PORTUGAL E OS PORTUGUESES!

You might also like